Ópera cômica La cambiale di matrimonio em cartaz na Ceilândia

Grupo brasiliense com 14 anos de estrada atua para popularizar a ópera com menos tempo de exibição, sem perder a essência. Produção conta com o  patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF)

 

Slook (Gustavo Rocha), um negociante do Canadá, tem intenção de se casar na Inglaterra. É quando ele envia uma carta ao inglês Tobia Mill (Thiago Rocha), que deverá apresentar-lhe uma jovem para se casar. Tobia Mill, por sua vez, pensa em casá-lo com a sua filha Fanny (Renata Dourado). Mas, ela já está apaixonada por um serviçal, Edoardo Milford (Rafael Ribeiro), para desgosto do pai. Ao saber que os dois jovens estão perdidamente apaixonados – Edoardo e Fanny - , Slook aceita, apoia Edoardo e ainda o nomeia seu herdeiro, aplacando a ira do velho Mill. Mas Norton (Hugo Lemos) e Clarina (Érika Kallina) irão incentivar um final feliz. 

Esta é a sinopse de La cambiale di matrimonio (Em português: O Contrato de Casamento), uma farsa e uma das primeiras óperas do compositor italiano Gioacchino Rossini (1972- 1868). Após sucesso em  estreia no SESC Gama, a produção que conta com o patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF) estará em cartaz neste sábado e domingo, dia 25 e 26 de junho, às 19h, no Sesc Ceilândia (QNN 27 - Área Especial). A ópera irá finalizar a temporada nos dias 2 e 3 de julho, também às 19h, na Escola de Música de Brasília (EBM – 602 Sul). No Sesc Ceilândia a entrada será gratuita. Na Escola de Música custará R$ 10 (meia).  Vendas em: Ingresso: R$ 10 (meia-entrada). Vendas em: https://www.sympla.com.br/opera-la-cambiale-di-matrimonio__1603818 Livre para todos os públicos.  

La cambiale di matrimonio é mais uma ópera arranjada pela Cia de Cantores Líricos de Brasília. O grupo tem a característica de tornar o gênero operístico mais compreensível, adaptado para a modernidade, de modo a atingir todos os públicos, sem as longas horas que sempre caracterizam as óperas. Mas, também, sem perder a essência. 

E após sucesso em apresentações em abril de 2022 pelo DF com a ópera-bufa O Elixir do Amor, a companhia formada por Renata Dourado, Gustavo Rocha, Rafael Ribeiro, Thiago Rocha, e Érika Kallina se junta ao reconhecido maestro Artur Soares nesta nova empreitada. 

“ É uma honra, ainda mais neste momento pós-pandêmico, voltarmos aos palcos de maneira acessível. A Cia de Cantores Líricos sempre prezou pela linguagem de aproximar o público, principalmente da nova geração, ás óperas. Nossas apresentações prezam pelo tempo, que sabemos que em tempos modernos, de internet, as pessoas não conseguem ficar mais de duas horas no teatro. A cia propõe uma imersão intensa, em um tempo agradável”, destaca uma das fundadoras do grupo, Renata Dourado.

 

Sobre a Cia de Cantores Líricos de Brasília

A Cia de Cantores Líricos de Brasília surgiu em 2008 por meio da união de cantores líricos de Brasília que resolveram contribuir com o cenário musical da cidade. Todos os cantores realizam apresentações musicais, shows, concertos, recitais, óperas e casamentos, em performances em grupo ou solo. Renata Dourado e Érika Kallina são sopranos e atuam tanto em produções da Cia de Cantores Líricos, quanto em outras produções musicais da cidade. Gustavo Rocha é um dos barítonos mais atuantes de Brasília e, além de cantar nas produções da companhia e em outras produções no DF, também divide a produção dos espetáculos com a soprano e produtora Renata Dourado. Além da performance musical e cênica, os cantores ministram aulas individuais de canto.

Newsletter

Assine nossa newsletter e não perca nossas melhores notícias!

Não fazemos spam!